segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Estudo Subsído Pr Osvarela, meu maridão!!!

A Criação dos Céus e da Terra - 2ª PARTE - 4º Trimestre CPAD 2015

A Criação dos Céus e da Terra
4º Trimestre CPAD 2015

Texto Áureo - “Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus, foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.” Hebreus 11:1-3
Leitura Bíblia Em Classe - Salmos 104:1-14
Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Senhor, Deus meu, tu és magnificentíssimo! Estás vestido de glória e de majestade,
Ele cobre-se de luz como de um vestido, estende os céus como uma cortina.
Põe nas águas as vigamentos das suas câmaras; faz das nuvens o seu carro, anda sobre as asas do vento.
Faz dos ventos seus mensageiros, dos seus ministros, um fogo abrasador.
Lançou os fundamentos da terra; para que não vacile em tempo algum.
Tu a cobriste com o abismo, como com uma veste; as águas estavam sobre os montes.ss
2ª PARTE
CONTINUAÇÃO - A questão que perturba a mente humana é baseada na origem do material usado por Deus, a origem destes e a substancia dos mesmos..
Principalmente para a formação dos elementos como água, terra, céus, nuvens e camadas que cobrem, o que hoje chamamos de céus.
Jó 38.9 “...quando eu lhe pus nuvens por vestidura, e escuridão por faixas
Já citamos Jó que fala da cama de recobrimento da Terra, descrita pelo próprio Deus, mas o proverbialista Salomão também descreve o inicio anterior ao que chamamos e é chamado de NADA:
Provérbios 8:26-30
Quando ele ainda não tinha feito a terra com seus campos, nem sequer o princípio do pó do mundo.
Quando ele preparava os céus, aí estava eu; quando traçava um círculo sobre a face do abismo,
Quando estabelecia o firmamento em cima, quando se firmavam as fontes do abismo,
Quando ele fixava ao mar o seu termo, para que as águas não traspassassem o seu mando, quando traçava os fundamentos da terra,
Então eu estava ao seu lado como arquiteto...
A - Deus traz ordem a partir do Caos. 
O cristão, neste Estudo, é convidado a entender que necessita conhecer, a verdade da Criação e entender a visão “ex nihilo”, Criação à partir do nada.
Na verdade Deus criou tudo pelo Poder de Sua palavra, e como Ele como tudo procede D’Ele, assim pelo Caos ele também criou.
Muitos cristãos assumem que Deus criou o mundo do nada, sem contudo buscar entender, segundo as Escrituras, isso é, não é verdade - pelo menos não diretamente. 
“Criação ex nihilo (do nada) é mais um pressuposto filosofia grega que veio mais tarde. De acordo com o próprio relato da criação, Deus começou com o Caos em vez de com nada”. Diz Ryan Robinson – Teólogo cristão
Compilo o que diz Stanley Horton:
Do nada (latim ex nihilo) Deus criou os céus e a Terra.... o sujeito da criação é “Deus”. O verbo ‘bara', é usado no hebraico apenas e tão somente no tocante a atividade divina, jamais se refere a atividade "criadora" humana. Quem rejeita a Doutrina Bíblica Da Criação não deve ter o reverente temor a Deus, que lhe é devido por força de seus eternos atributos. No Antigo Testamento, "os céus e a terra" abrangem a inteireza do "Universo ordeiro e harmonioso". Nada existe que não tenha sido criado por Deus.”  
A Luz
No princípio era o Verbo, ... Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas...” João 1:1-5
A Ação da Luz
A Luz é a instância inicial da matéria, a primeira ação do Logos para a o start da Criação.
Estamos diante de “estados”: um o transcendental divino, ou metafísico, e a transição para o estado físico natural.
Foi neste momento da Criação que Deus compartilhou com a sua Criação, uma das suas qualidades, mas como Luz da Sua Glória, a Luz que favorece a Vida e anula a ação das trevas, impedindo-as de manter o estado do Caos na Terra. A Sua Própria Luz, como diz o texto, a Luz que quando Ele se move reluz nas suas vestes: "...Ele cobre-se de luz como de um vestido, estende os céus...".
Esta Luz inicial, não foi criada pela energia de nenhuma ação geratriz, mas foi concedida pela ação do Eterno através do próprio Filho. Basta ler o contexto próximo imediato nos versos seguintes, com a constituição dos luminares.
“E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares naexpansão dos céus, para iluminar a terra; e assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para iluminar a terra, E para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas; e viu Deus que era bom.” Gênesis 1:14-18
Um aspecto do Criador, que transcende o ato de criação é agora trazido para a História.
O salmista ao relatar a Criação, no inicio com o que eu chamo, de Revelação da Luz, para a proposta criativa de Deus, em seu plano, para a Terra, incluindo o homem, a ser estabelecido nesta.
Mostra-nos que a Glória divina, existente no Filho se torna física, para possibilitar a existência de Vida, seja em todas as formas, na forma antropológica e biológica.
Estás vestido de glória e de majestade, Ele cobre-se de luz como de um vestido, estende os céus como uma cortina.”
Tenhamos clareza, Deus já havia criado vida em seres espirituais numa dimensão mística que não necessitava da Luz como o “anthropos” necessitaria, e também, claro, as demais modalidades de vidas, que favoreceriam o homem, bem como, os animais a serem colocados a disposição daquele.
Ele poderia criar outros tipos de vida, como muitos sonham e querem encontrar no Universo, tais como seres de formas absurdas ao entendimento e semelhança humana, mas Deus quis pelo seu eterno Poder criar a Vida, tal qual ela é, por se imanente D’Ele.
Formando O Firmamento e a Terra
 A Expansão
“...estende os céus como uma cortina. Põe nas águas as vigamentos das suas câmaras; faz das nuvens o seu carro, anda sobre as asas do vento. Faz dos ventos seus mensageiros, dos seus ministros, um fogo abrasador. Lançou os fundamentos da terra; para que não vacile em tempo algum. Tua cobriste com o abismo, como com uma veste; as águas estavam sobre os montes.”
O estabelecimento da chamada porção seca se tornou possível, com a Luz.
O estabelecimento da ordem se tornou continuado, pela caótica disposição dos elementos que o Espírito santo havia mantido ao longo dos tempos.
Agora, o Eterno vai dispor estes elementos em uma formatação e disposição para uso na criação de um ambiente propício ao seu Plano Eternal, no qual caberia ao homem, seu gerente por excelência.
“E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi. E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo. E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi. E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom.”Gênesis 1:6-10 
É necessário sabermos que As águas estavam dispostas em todo o ambiente, naquele caos abissal e em trevas. Saindo das trevas, a situação agora, era dispor ordem nas águas.
Neste relato as Escrituras vão nominar algumas áreas terrestres e ditas celestes, sob o ponto de vista do homem aqui no solo.
Expansão
Águas e águas
Separação entre águas debaixo da Expansão
Ajuntamento das águas
Águas debaixo dos céus
Porção seca
CONTINUA http://estudandopalavra.blogspot.com.br/#

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...