sexta-feira, 22 de agosto de 2014

QUALIDADES DO CARÁTER DE MARIA COMO MÃE

OS DEZ SEGREDOS SOBRE MARIA MÃE DE JESUS
INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Lucas 1:26-38; 46-55
1. Maria não é conhecida como verdadeiramente ela é na Bíblia.
2. Maria na Bíblia é bem diferente do que muitos imaginam, por isso é possível destacar dez segredos dela. Veja:
I. MARIA NÃO PODE SER A MÃE DE DEUS – Lucas 1:32, 35
1. Uma mulher é uma criatura de Cristo (Colossenses 1:15-17), a criatura não pode ser mãe do Criador. Jesus é antes de todas as coisas, antes mesmo do nascimento de Sua mãe (João 1:1-3).
2. Uma mulher humana não poderia jamais gerar por si mesma um deus. Jesus é o Filho de Deus (Lucas 1:32); Ele é plenamente divino e eterno, mas se fez homem (Filipenses 2:5-8). Nesse processo foi necessário o corpo de uma mulher (Gênesis 3:15).
II. MARIA NÃO PODE SER IMACULADA – Lucas 1:47
1. Maria não é imaculada, porque a Bíblia declara que na terra não há um justo, nem um sequer (Salmo 14:2-3; Romanos 3:10-11). O único justo foi Jesus (Atos 3:14-15).
2. Maria não é imaculada, porque ela mesma sabia que precisava de um Salvador (Lucas 1:47), por isso ela oferecia sacrifícios pelos seus próprios pecados (Lucas 2:21-24).
III. MARIA NÃO PODE SER MEDIADORA NO CÉU – Lucas 1:46-49
1. Maria nunca se posicionou como intercessora ou mediadora, mas como bem-aventurada por ser mãe de Jesus, o qual, sendo divino, nasceu como homem. Há uma atitude de Jesus em Lucas 8:19-21 que deixa claro que se Maria quisesse salvar-se deveria ouvir e executar a vontade do Pai, como qualquer pecador.
2. Maria não pode ser intercessora de ninguém no Céu, pois a Bíblia declara que só existe um único intercessor (I Timóteo 2:5), e, fora este não há outro caminho para Deus e para a salvação (João 14:6; Atos 4:12).
IV. MARIA PERDEU A VIRGINDADE
1. Maria permaneceu virgem até que o ente Santo, gerado pelo Espírito Santo, fosse concebido (Lucas 1:35; Mateus 1:25).
2. Maria se casou com José; e, depois que Jesus nasceu, teve relações sexuais com seu marido; conforme declarado na palavra “conheceu” (Mateus 1:25; Gênesis 4:1,25).
V. MARIA RECEBEU GRAÇA DE DEUS – Lucas 1:28,30
1. Maria, embora tão carente de perdão e salvação como qualquer outra pessoa, foi agraciada por Deus como Noé (Gênesis 6:8), Davi (Salmo 6:4; 13:5) e muitos outros (Atos 15:11).
2. Maria foi agraciada, pois nenhum ser humano está isento do pecado e não merece nada a não ser a morte (Romano 5:12). Mas a bondade de Deus se manifestou com misericórdia e graça a todos, em especial a Maria.
VI. MARIA FOI HUMILDE DIANTE DO PROJETO DE DEUS – Lucas 1:34,38
1. Maria não questionou o anjo, o qual lha trouxe mensagem de graça. Ela humildemente pergunta-lhe como tudo aquilo poderia acontecer.
2. Maria aceita com humildade e prestatividade afirmando ser a serva do Senhor.
VII. MARIA FOI CORAJOSA PELA CAUSA DE DEUS – Lucas 1:38
1. Maria apenas se preocupou em fazer a vontade de Deus, não com o que poderia pensar José, seus pais, a sociedade e a liderança da igreja caso ela aparecesse grávida sem ainda estar casada com José.
2. Maria sabia que poderia ser mal interpretada, rejeitada e até apedrejada por aparecer grávida ainda solteira; mas aceitou o desafio sem se importar com as conseqüências. Ela foi corajosa ao ser uma instrumentalidade nas mãos de Deus.
VIII. MARIA EXULTOU EM ADORAÇÃO A DEUS – Lucas 1:46-55
1. Maria expressou sua alegria e gratidão na composição de um belo e extraordinário cântico.
2. Maria compôs esse cântico o qual se tornou conhecido em toda a história de toda a cristandade. Esse cântico é conhecido como Magnificat.
IX. MARIA OBEDECEU AOS DEZ MANDAMENTOS DE DEUS, NÃO DA IGREJA – Lucas 23:54-46
1. Maria era uma mulher temente a Deus, por isso foi escolhida pela graça de Deus quando era uma tenra moça, ainda solteira.
2. Maria permaneceu obediente aos mandamentos de Deus durante sua vida. Ela não seguia os mandamentos manipulados e adulterados no catecismo, mas todos os Dez Mandamentos de Deus baseados na Bíblia em Êxodo 20:8-11.
X. MARIA FICOU NA TERRA ORANDO A DEUS, NÃO NO CÉU PELAS PESSOAS – Atos 1:9-15
1. Maria não subiu ao Céu com Jesus. Depois que Jesus foi assunto ao Céu, Seus discípulos ficaram no cenáculo orando por dez dias juntamente com as mulheres, entre aos quais estava Maria. Ela ficou orando com os cristãos, não foi ao Céu orar pelos cristãos.
2. Maria necessitava de oração, de poder e do Espírito Santo como qualquer um dos 120 que estavam reunidos em oração esperando pela promessa de Deus Pai, o recebimento do poder do Espírito Santo (Atos 1:4, 8).
XI. QUALIDADES DO CARÁTER DE MARIA COMO MÃE – Mateus 12:46-50
O texto de Mateus nos fala da pessoa de Maria mãe de Jesus, e nós não poderíamos neste dia especial do Dia das Mães de falar, destacar e exaltar os deslumbrantes traços do caráter daquela que foi, e á a Mãe Exemplar para toda a humanidade: Maria, Mãe de Jesus. Maria foi uma virgem da cidade de Nazaré, na Galiléia. Era da linhagem de Davi (Romanos 1:3; II Timóteo 2:8 e Atos 2:30). Casou-se com o carpinteiro José e, antes das bodas, recebeu por parte de Deus através do Anjo Gabriel, o anúncio de que era a sua escolhida para ser a Mãe do Salvador. (Lucas 1:26,27). Sua escolha para tão relevante ministério é uma prova de que Deus viu em Maria uma mulher de raras qualidades espirituais e morais, das quais destacamos as seguintes:
1 – Maria era uma mulher humilde.
2 – Maria era uma mulher submissa.
3 – Maria era uma mulher de Fé e de Oração.
4 – Maria era uma mulher obediente a Deus.
5 – Maria era uma mulher que tinha tremor e temor a Deus.
6 – Maria era uma mulher fiel a Deus.
7 – Maria era uma mulher santa.
8 – Maria era uma mulher determinada.
9 – Maria era uma mulher segura do que queria.
10 – Maria era uma mulher piedosa.
11 – Maria era uma mulher conhecedora das Sagradas Escrituras.
12 – Maria era uma mulher freqüentadora do culto em Jerusalém embora a mulher não fosse obrigada por lei.
Maria foi uma mulher forte e decisiva na história da humanidade de Cristo. (Mateus 1:23-25).
A coragem de Maria é um exemplo. Imagine o fato: Virgem naquela época sem liberdade de expressão e muito menos corporal, noiva e aparece grávida? De quem? Um tal Espírito Santo que ninguém conhecia, nem ouvia falar direito. Como dizer ao noivo, que ela havia sido visitada por este Espírito que diz a ela como seria sua gravidez, e nome do bebê? Precisava muita coragem para dizer SIM ao Espírito Santo. Pois Ele jamais a forçaria a tal situação se em seu coração ela não estivesse disponível ao preço que seria pago diante daquela sociedade. Ela enfrentou tudo, José por sua vez também foi visitado pelo mesmo Espírito e assumiu seu papel de pai. E Maria teve O Salvador (Lucas 1:26-35). Sua caminhada de mãe e mulher não foi diferente de qualquer mulher, cumpriu seu papel de esposa, mãe, lhe ensinou a dar os primeiros passos, falar, ser obediente. Mesmo sabendo de sua missão e como esta terminaria. Na morte de Cristo na cruz do calvário Maria volta a mostrar sua força materna. Vê um filho morrendo sem culpa, sem pecados. Morrendo pelos pecadores de sua época e de todas as épocas que ela não sabia quem seria. Não desanimou, seguiu Seu Filho firme e forte, chorando muito é claro, pois a mãe não aprendeu a perder Seu Filho, mesmo sendo Ele O Salvador da Humanidade. Mas ela continuou sua caminhada até deixá-Lo no sepulcro, sozinho (aparentemente). Mas na sua ressurreição ela confirma sua FÉ, não foi um sonho, nem ilusão e que todo seu trabalho como mãe e serva de Deus não foi em vão. Ali estava O SALVADOR do mundo. Seu Filho: O FILHO DE DEUS.
Mãe não veja o educar de seu filho ou filha como algo só de dificuldades. Aprenda com Maria, seja forte na luta e doce no carinho. Você não sabe quem ele (a) será, tenha a certeza que no que depender de você como Mãe ele (a) era um (a) cidadão (cidadã) de bem. Maria É O ETERNO EXEMPLO DE MÃE QUE NOSSOS LARES TANTO PRECISAM.
CONCLUSÃO:
1. Estes segredos não deveriam ser segredos, mas como muitos desconhecem a Maria que a Bíblia apresenta, todas estas informações se tornaram segredos, agora revelados a você.
2. Estes segredos revelam que Maria foi uma mulher como qualquer outra, embora humilde, dedicada e temente a Deus. Sendo assim, ela serve de exemplo de mulher, boa mãe e de cristã verdadeira.
APELO:
1. Não veja Maria como mãe de Deus, pois ninguém na Bíblia a identificou assim, nem ela mesma.
2. Não olhe para Maria como imaculada, sem defeito e sem pecado; pois ela reconheceu a necessidade de um Salvador.
3. Não vá a Maria como intercessora, pois a Bíblia declara que o único e exclusivo intercessor e mediador é Jesus.
4. Não creia na ideologia humana de que Maria foi sempre virgem, pois a Bíblia declara que ela teve relações sexuais com seu marido José.
5. Veja Maria como uma mulher que recebeu a graça imerecida de um Deus misericordioso e compassivo.
6. Veja Maria como uma mulher humilde e submissa aos complexos planos de Deus.
7. Veja Maria como uma mulher corajosa, a ponto de arriscar sua vida a fim de cumprir a vontade de Deus.
8. Veja Maria como uma mulher que exulta em adoração ao seu Deus na composição de uma linda e extraordinária canção.
9. Veja Maria como uma mulher fiel a Deus e aos Seus Dez Mandamentos.
10. Veja Maria como uma mulher de oração buscando o cumprimento das promessas de Deus e o poder do Espírito Santo. Aprenda viver o verdadeiro cristianismo com a verdadeira Maria apresentada na Bíblia.
IGREJAEVAMGELICABATISTADEJOÃO PESSOA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...