domingo, 19 de agosto de 2012

A Rebeldia dos Filhos LIÇÃO 08 –CPAD


A Rebeldia dos Filhos
LIÇÃO 08 – CPAD - 19-08-2012
Subsídio – Pr. Osvarela
TEXTO ÁUREO.
- “Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviara dele”.
 Pv 22.6.
VERDADE PRÁTICA .
 Os pais que negligenciam a educação dos filhos, estão cometendo grave pecado diante  de Deus;
LEITURA BIBLICA –
- Ef. 6: 01 - 04
- Ml 4: 06
- I Samuel 2: 12-14,17,22-25
Salmos 127:3
Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão.
I- Tempos de Rebeldia
Vivemos um tempo de rebeldia.
Jovens não mais aceitam conselhos e tratam a disciplina, corporal, educacional, social, moral e espiritual como algo que deva ser desprezado e não beneficente para suas vidas.
Pior tratam a disciplina como algo tão desprezível, sob o conceito e atitude mental, de que tais coisas são do passado.
Destarte os avanços tecnológicos, educacionais e de conhecimento do universo, moldado sob as novas tecnologias.
Tudo incentiva a juventude, até mesmo as crianças, a serem independente de seus pais, e muitas das vezes, os papéis se invertem principalmente nas questões digitais, com os pais aprendendo com os filhos, a utilizarem aparelhos de alta tecnologia, que filhos pequenos, com mentalidade cibernética conseguem facilmente manusear.
Este é o mapeamento da sociedade atual, que levou os filhos a considerarem normal a rebeldia.
Não mais a rebeldia de outrora, calcada, apenas [na maioria das vezes] sob atos de enfrentamento.
Até mesmo, considerando-se personagens bíblicos, como Absalão e Sansão.
Mas, agora é a rebeldia do domínio de suas ações e dureza de coração, com relação a sociedade.
II -Por que?
Pois, há um arcabouço maligno, que se construiu ao longo dos tempos, passo a passo, medida por medida, num cronograma infernal.
Este arcabouço foi abrindo brechas na sociedade.
- antes filhos não se intrometiam em conversas dos pais;
-antes filhos tinham horários;
-antes, os pais impunham as regras disciplinares no seu lar, conforme sua formação; não estou aqui, falando só dos lares cristãos;
-antes, os pais determinavam regras de vestimentas;
-antes, os pais determinavam regras alimentares;
-antes, os pais determinavam as escolhas, até de profissões, ou casamento;
-antes, os pais podiam disciplinar seus filhos.
Onde foi que erramos?
A Sociedade, sob a égide das potestades do mal, se encarregou de impor:
-conceitos psiquiátricos;
-conceitos, psicológicos;
-conceitos das Leis que regram a família;
-conceitos das leis para crianças, adolescentes e jovens – vide ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente];
-conceitos de educação;
-conceitos de disciplina;
-conceitos de cultura{PROGRAMAS DE TV-REBELDES-MALHAÇÃO-NOVELAS...};
-conceitos de hábitos no interior dólar;
-conceitos no habitat; - conceitos nas escolas
-conceitos morais;
-conceitos de obediência relativizando a relação – ‘pais-filhos’;
-conceitos de mando – pai – mãe;
-conceito de novas formas de famílias – casamento aberto;divórcios;a chamada produção independente [mulher ou homem ter seu filho só para si, como um objeto produzido para lhe fazer se sentir mulher – mãe; ou homem – pai;
-conceito de geração biológica – barriga de aluguel [aprovada pelo CRM-RJ – Conselho de Medicina -]; -inseminação artificial;
Quando a filha de Billy Graham disse numa das maiores Emissoras de TV [durante o ataque ao World Trade Center] dos EUA algo como:
“...aceitamos, que tirassem as orações das nossas classes escolares, proibimos aos pais de disciplinares aos seus filhos...o que queríamos que acontecesse?”
Ou seja as catástrofes, que podem ocorrer, tambémsão fruto da separação das famílias de Deus, da desobediência de uma Nação as coisas de Deus;
A liberalidade espiritual
A libertinagem moral
A libertinagem legal – todos podem fazer tudo, quanto quiserem fazer, em nome do politicamente correto e da extremização dos Direitos Individuais, sobre o Direto Social do regramento que controle a vida de todos, sob a livre interpretação das Leis [vide interpretações da formação – Família recentemente tomada pelo nosso STF, como também em outros países, em destaque nos EUa, a terra dos braves e do freedom]
É algo assim, que tento inserir neste subsídio:
A Igreja se amoldou a novos tempos da Sociedade.
Se deixou influenciar nos moldes – Rm. 12.1,2 [suschematizo], do Mundo;
Se deixou, ou se permitiu não levar seus filhos a Igreja, nas Escolas Bíblicas Dominical;
II Crônicas 20:13. E todo o Judá estava em pé perante o SENHOR, como também as suas crianças, as suas mulheres, e os seus filhos.
Aprendeu a levar seus filhos à Igreja, com brinquedos, para não nos dar trabalho, durante os nossos cultos e reuniões;
Deixou-se influenciar pelo regramento disciplinar [não há contradição em disciplinar a criança, sob a forma indicada, biblicamente, se formos sábios em interpretar as leis], de tal forma que nossos filhos estão partindo para fora da Igreja, muito antes do que pensamos [crianças de 10, 8 anos de idade, já não querem ir aos cultos e nós os pais, aceitamos pacificamente, isto], os deixamos com a Internet e a TV e jogos – games – em casa, enquanto oramos por eles na Igreja [????];
III- A Bíblia é a nossa única Regra de Fé e da Família:
Efésios 3:15. Do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome,Parece ser um ‘xiitismo’ evangélico, ao afirmarmos esta frase.
Mas, contudo vivemos pela Palavra de Deus e por Ela somos regrados e ensinados.
Ao longo da História da Civilização, mesmo a do Oriente mais extremo, as regras bíblicas [também utilizadas pelas paragens orientais, sob a égide de Conceitos ditados pela geração pós-noiaca, continha similaridade de regramento, com as Escrituras];
Malaquias 4:6
E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.
É tempo de novidade em conversão:
-dos pais;
-dos filhos;
É tempo de metanóia dentro da própria Igreja!
Efésios 6:1-4. VÓS, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa;
Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.
IV-Obediência:
É tempo de obediência total no seio da família.
Sob a ótica deste subsídio:
Pais devem obedecer as Escrituras;
Filhos devem obedecer aos pais, para poderem obedecer as Escrituras e ao Deus Eterno – Pai;
Igreja deve obedecer as Escrituras, para poder ensinar o verdadeiro cuidado com:
-relacionamento com Deus;
-relacionamento intrafamília;
-relacionamento pai-filhos;
-relacionamento Deus-Família-Igreja-Lideranças;
Sim, nós lideres devemos nos moldar a este domínio das Escrituras para sermos sensatos em entender, as Escrituras e colocar a Família em ordem disciplinar interna, para que o Inimigo não venha obter sucesso no relacional filho, que desobedece os pais/pais que irritam seus filhos;
V-HÁBITOS QUE LEVAM A MORTE:
I Samuel 2:12-14. Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial; não conheciam ao SENHOR.Porquanto o costume daqueles sacerdotes com o povo era que, oferecendo alguém algum sacrifício, estando-se cozendo a carne, vinha o moço do sacerdote, com um garfo de três dentes em sua mão;E enfiava-o na caldeira, ou na panela, ou no caldeirão, ou na marmita; e tudo quanto o garfo tirava, o sacerdote tomava para si; assim faziam a todo o Israel que ia ali a Siló.
Filhos em geral, por não serem cobrados, admoestados por atos errados tomam posições que nos envergonham como cristãos, frente à sociedade.
Se ficarmos sentados dentro do Templo, encostados na coluna e engordando – uma obesidade mórbida da fé – achando que somos de Deus e a sua Glória (A Sua Arca), nos guardará, enquanto nós tomamos mulheres e homens aflitos – ‘Anas’ e - que veem ao templo para serem abençoados, como bêbados e gente sem contato com Deus.
E que nós podemos abençoá-los, mas não tomamos cuidado de nossos próprios filhos, o desastre será iminente, o Icabô vai chorar um dia, nascendo de um parto fatal, cuja geração se deu no tempo de uma vida para nos dar tempo de rever a nossa posição, contudo nós não atentamos para isto.
Chegará um dia que Icabô, mesmo sendo um símbolo de benção, pois como homem representava a esperança messiânica, nascendo em nosso lar.
Poderemos, isto é possível, se não tivermos atento para isto de sermos derrotados de forma letal.
Mas, creio que esta lição nos trará uma nova visão sobre a desobediência de nossos  filhos – filho, aqui, como nossos filhos, filhos de nossos membros, os nosso próprios membros [como filhos espirituais] a serem admoestados, sem provocação, sem ira, mas sob a Palavra de Deus, com exemplo pessoal, permite ainda uma nova visão o extremo cuidado que está em nossas mãos: NOSSO FILHOS!
VI- A Visão que Jeremias Mostra em seus Escritos nos Ambienta em Nossos Dias:
UMA QUESTÃO DE VIDA E DE MORTE!
Jeremias 9:20-21. Ouvi, pois, vós, mulheres, a palavra do SENHOR, e os vossos ouvidos recebam a palavra da sua boca; e ensinai o pranto a vossas filhas, e cada uma à sua vizinha a lamentação; Porque a morte subiu pelas nossas janelas, e entrou em nossos palácios, para exterminar as crianças das ruas e os jovens das praças.
Violência incontida, por filhos que são lançados nas ruas, pela inconstância e liberalidade da atual Sociedade libertária, e descompromissada com Deus, mas compromissada com a libertinagem, em nome de direitos individuais, dos quais sou – sob a égide do Evangelho que liberta homens, mulheres, famílias, jovens, viúvas e órfãos de homens, subjugadores – ciente e sob esta ótica evangélica aceito os direitos individuais, como Deus nos ensina “a alma do pai é minha, a alma do pai é minha, a alma que pecar, esta morrerá”;
Ezequiel 18:4-20. Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá. A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai levará a iniqüidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele e a impiedade do ímpio cairá sobre ele.
Mas, somos nós os pais responsáveis em livrar, nossos filhos:
-Primeiro como almas a conhecerem a Deus;
-Segundo como filhos santos e herança de Deus;
O Nosso Exemplo e O Cuidado Com Filhos:
-O Bom Exemplo
-O Mau Exemplo
A Bíblia ensina sobre como funciona a Justiça na relação:
Pai que ensinam filhos a andarem nos bons caminhos.
Pais que não dão exemplo a seus filhos.
Filhos que não seguem o bom exemplo de seus pais;
Ezequiel 18:5-19. Sendo, pois, o homem justo, e praticando juízo e justiça,
E se ele gerar um filho ladrão, derramador de sangue, que fizer a seu irmão qualquer destas coisas; E eis que também, se ele gerar um filho que veja todos os pecados que seu pai fez e, vendo-os, não cometer coisas semelhantes, Mas dizeis: Por que não levará o filho a iniqüidade do pai? Porque o filho procedeu com retidão e justiça, e guardou todos os meus estatutos, e os praticou, por isso certamente viverá.
Mostra o que está acontecendo em Nosso Dias:
Jovens, que não aceitam a obediência, a responsabilidade, os quais já invadem as nossas reuniões e querem debater e desprezar os anciãos, tal como fizeram com Job.
Já querem obrigar e discutir de modo igualitário com as lideranças, não aceitando imposições racionais e que lhe abençoarão, pois não tem a modelagem no lar, que lhe padronizem a mente, sob o aspecto: Obedecer é melhor do que sacrificar! I Sm.15.22-b.
“Eu sei o que estou fazendo...” é a posição de muitos jovens nas igrejas, na atualidade e na realidade dura de nosso convívio.
Graças a Deus, que o número destes é uma ínfima minoria, por isto mesmo esta lição deve ser ensinada com extrema habilidade para colocarmos jovens na brecha para estancar esta torrente, que quer furar, os nossos muros educativos da moralidade, e espiritualidade das nossa famílias crentes!
Que Deus use os professores neste Domingo.
VII-É Tempo de Vida:
I Samuel 2:17-25. Era, pois, muito grande o pecado destes moços perante o SENHOR, porquanto os homens desprezavam a oferta do SENHOR. Era, porém, Eli já muito velho, e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel, e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação. Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o SENHOR, quem rogará por ele? Mas não ouviram a voz de seu pai, porque o SENHOR os queria matar.
O texto áureo ““Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviara dele”. Pv 22.6.”
Ensina-nos uma coisa:
Se eu e você queremos que nossos filhos cresçam e cresçam, no sentido da vida pessoal, física e espiritual é nossa obrigação não os deixarmos como filhos modernos dos Elis que somos.
Você e eu somos sacerdotes do lar, porque não atentarmos para cuidar do melhor, da herança que vamos deixar, para a posteridade?
“Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão.”Sl. 127.3
O que você está fazendo para valorizar o único galardão que recebemso aqui na Terra?
Eis a pergunta!
Boa aula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...