sábado, 28 de maio de 2011

Degraus de Percepção


degrausDePercepcaoNão percebemos tudo em nós mesmos. Tomamos consciência de nossos pensamentos e sentimentos gradativamente. Crescimento emocional depende do aumento da percepção de nós mesmos. E isto é um processo.

Quando crescemos como pessoas tomamos consciência de nós mesmos melhor do que no passado e isto realmente envolve perceber tanto boas como más características nossas que nos eram inconscientes antes. Muitos sintomas que as pessoas apresentam, sejam na área física ou mental, estão relacionados com dolorosas emoções que elas têm bloqueado da percepção consciente. O conteúdo destas emoções, quando trazidas à luz, pode assustar as pessoas.


Por exemplo, uma mãe passou a sentir desejos irracionais de matar seu filho pequeno com uma faca. Estes pensamentos-sentimentos de raiva irracional causavam culpa na mãe e mais angústia. Eles representavam algo muito importante no mundo emocional inconsciente dela e a menos que ela tomasse consciência do que eles representavam, os sintomas permaneceriam assim como a dor da consciência destas emoções "estranhas".

Quando é possível compreender os reais motivos pelos quais uma pessoa tem tais pensamentos-emoções, ela pode experimentar alívio dos sintomas emocionais e físicos. Eu diria que existem camadas de percepções e não-percepções em nossa mente. Ou seja, a verdade vai sendo liberada cada vez mais profunda e amplamente quando estamos prontos para ela e a desejamos.

A princípio, no exemplo acima, aquela mãe tinha sintomas de irritação, nervosismo, dor no corpo, distúrbios de sono, e não sabia a causa de tudo isto. Exames médicos não revelaram nenhuma anormalidade física. Com ajuda profissional, ela subiu um degrau da sua consciência e começou a perceber que o que a incomodava eram os pensamentos-sentimentos de raiva imensa contra o filho. Mas isto era algo irracional. Não havia motivos para isto no seu relacionamento com o menino. Ele era um bom menino, talvez um tanto inquieto, mas nada de anormal.

Aprofundando ainda mais a percepção, ela subiu outro degrau em sua consciência e veio a entender que quando ela era menina seu pai havia sido muito abusivo emocional e fisicamente, a tendo espancado, gritado com ela, e na fúria dele havia feito ameaças de matá-la com algo pontiagudo. Ele fazia isto quando estava alcoolizado. E ela, quando criança, havia enterrado tudo isto, toda esta emoção de dor, medo, pavor, ansiedade, em seu inconsciente. Era muito doloroso lembrar disto. E quando ele era abusivo para com ela, o sentimento que naturalmente surgia nela, além de medo, era ódio. Era uma forte raiva que surgia como defesa, não como desamor do pai. Ela reprimiu a expressão desta raiva.

Anos mais tarde diante de seu filho pequeno ela começou a ter os sintomas em seu corpo-mente, depois a percepção dos pensamentos-sentimentos obsessivos agressivos para com o menino e finalmente a percepção da conexão entre tudo isto e seu próprio passado infantil. Ela passou por todos estes estágios ou degraus de percepção de pensamentos-emoções dolorosas, expressando-as e experimentando-as, e foi assim que conseguiu ver-se livre deles, obter alívio e resolução dos sintomas. Atingiu-se a causa.

Pode doer conhecer a verdade interior de cada um de nós. É verdade. Mas ao conhecer a nossa verdade é possível obter a liberdade de sintomas que nos incomodam os quais sofisticada tecnologia médica e medicamentos "de última geração" não resolvem.
Escrito por Dr. Cesar Vasconcellos de Souza
fonte portal natural

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...