segunda-feira, 17 de setembro de 2012

As Dores do Abandono - Lição CPAD – 16-09-2012

ATRASADA MAIS PUBLICADA !!!


As Dores do Abandono
SUBSÍDIO EM CONSTRUÇÃO                                                     – PASTOR OSIEL VARELA
Lição CPAD – 16-09-2012
Texto Áureo: Sl. 68.6
Deus faz que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca”.
- Leitura Bíblica: II Tm. 4.9-18
9 Procura vir ter comigo depressa,10 Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.11 Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério. 12Também enviei Tíquico a Éfeso.17 Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.18 E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.
Estar solitário é uma sensação que deixa qualquer homem, mesmo o cristão sob a dura perturbação na mente, porque foi abandonado.
Porque não procuram estar ao seu lado.
Além do que, o abandono é algo que contradiz ao Mandato Social Divino que não é bom que o homem esteja só, a conjunção homem-mulher infere a criação de família.
Família leva a inserção da prole no mundo social, que a envolve.
Esta, uma vez formada, nos leva a convivência natural entre pais, filhos, descendentes e a envoltória dinâmica do Mundo social, da qual alaguem ser separado, vê nascer e crescer, ao ser tirado deste convívio, a natural falta do mandamento divino social.
Neste momento é que nascem as dores de um abandono.
Contextualizando o texto, abaixo:
Jeremias 18:21. Portanto entrega seus filhos à fome, e entrega-os ao poder da espada, e sejam suas mulheres roubadas dos filhos [ficam órfãos], e fiquem viúvas; e seus maridos sejam feridos de morte, e os seus jovens sejam feridos à espada na peleja.
Podem ser provenientes de:
Texto Áureo: Sl. 68.6
“Deus faz que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca”.
-Morte natural;
-Perda dos pais;
-Perda do cônjuge: viuvez – Deus é um Deus de Família -
-Afastamento ou quebra dos vínculos por demandas internas;
-Prisões;
"A solidão é uma cruel assassina de sonhos, de esperança e traz incertezas e fúria dos terrores noturnos, aquele a quem, sem dó ela se apega". Osvarela
Ezequiel 22:7. Ao pai e à mãe desprezaram em ti; para com o estrangeiro usaram de opressão no meio de ti; ao órfão e à viúva oprimiram em ti.
Falta de completar a família com filhos [ainda que, se possa substituí-los com adoção (gesto nobre); porém a geração de filhos é tipologia messiânica e salvífica - no texto, à seguir, temos a forma dorida desta situação 
- Gênesis 29:33-32. E concebeu outra vez, e deu à luz um filho, dizendo: Porquanto o SENHOR ouviu que eu era desprezada, e deu-me também este. E chamou-o Simeão.E concebeu outra vez, e deu à luz um filho, dizendo: Agora esta vez se unirá meu marido a mim, porque três filhos lhe tenho dado. Por isso chamou-o Levi.
Vendo, pois, o SENHOR que Lia era desprezada, abriu a sua madre; porém Raquel era estéril.E concebeu Lia, e deu à luz um filho, e chamou-o Rúben; pois disse: Porque o SENHOR atendeu à minha aflição, por isso agora me amará o meu marido.
Deus sempre se preocupou, com o abandono, seja nas Escrituras Vetero, como nas Neotestamentárias.
Nelas sempre se encontrará orientação sobre a necessidade de abrigarmos o desamparado, ou abandonado, para que ele se sinta abraçado, pelo convívio e não sofra as dores do abandono.
Deuteronômio 16:11. E te alegrarás perante o SENHOR teu Deus, tu, e teu filho, e tua filha, e o teu servo, e a tua serva, e o levita que está dentro das tuas portas, e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão no meio de ti, no lugar que o SENHOR teu Deus escolher para ali fazer habitar o seu nome.
É Mandamento divino:
Minimizar a falta daqueles, que possam ser alvo do abandono e suas dores.
Deuteronômio 26:13. E dirás perante o SENHOR teu Deus: Tirei da minha casa as coisas consagradas e as dei também ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão e à viúva, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado; não transgredi os teus mandamentos, nem deles me esqueci;
Imagine então, O Apóstolo Paulo, após anos de convívio e serviços, ajudando e se gastando e deixando-se gastar pela Igreja, sentir-se abandonado.
É...O Apóstolo sentiu estas dores!
Todos o abandonaram.
Leia o texto da Lição:
16   Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.
10   Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.
Quantos Demas, Crescentes e Titos entraram em nossas vidas, os ajudamos, mas nos desampararam, nos fazendo sentir as dores do abandono?
E até mesmo, nós abandonamos alguns de nossa relação e não sentimos que os abandonamos?
Muitas vezes, como Paulo, somos deixados e abandonados, por todos, principalmente na hora crucial, na angustia.
Pergunto:
Paulo não tinha a presença de Cristo e a garantia de que: “a minha Graça te basta...”?
Por que então, o Apóstolo dos gentios, se manifesta neste abandono sentido, no fundo de sua alma e descrito na sua narrativa?
Encontramos a resposta da questão, em duas possíveis indicações bíblicas:
-O Mandato Social;
-Ao abandono do Corpo, de um dos seus mais ilustres membros;
-A falta do convívio comunal.
Colossenses 4:11-14. E Jesus, chamado Justo; os quais são da circuncisão; são estes unicamente os meus cooperadores no reino de Deus; e para mim têm sido consolação.
Aristarco, que está preso comigo, vos saúda, e Marcos, o sobrinho de Barnabé, acerca do qual já recebestes mandamentos; se ele for ter convosco, recebei-o;
Juntamente com Onésimo, amado e fiel irmão, que é dos vossos; eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa.
Tíquico, irmão amado e fiel ministro, e conservo no SENHOR, vos fará saber o meu estado;
Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo de Cristo [...]
Saúda-vos Lucas, o médico amado, e Demas.
Paulo relata aos Colossenses, que no final de sua carreira ela tinha poucos cooperadores.
Mas, isto lhe era consolador:
Ou seja, assim também, atua na Igreja, para que ela não se sinta abandonado pelo seu Noivo, Cristo, O Espírito Santo, O Consolador!
Colossenses 4:11-14. ... e para mim têm sido consolação. ...são estes unicamente os meus cooperadores no reino de Deus [...]No entretanto, neste momento dirigindo-se a Timóteo ele relata o seu abandono, o que lhe causava dores.
10 Porque Demas me desamparou, amando o presente século...
Da mesma forma, que Demas apostatou, amando ao mundo, e causando em Paulo as dores do abandono, e do companheirismo deixado, a favor do mundo, devemos utilizar este exemplo para sabermos que, há ciúmes causados a Deus, ao usarmos o nosso livre arbítrio para o deixarmos e voltarmos para Tessalônica – aqui tipológica -  como Deus, Paulo não forçou a ninguém a estar com ele.
Assim, Paulo se expressa, ao contar com uma presença que devemos buscar e te-la sempre ao nosso lado – Deus, O Senhor!
Salmos 94:22. ... Mas o SENHOR é a minha defesa;
Deus quer ser nossa defesa, e nosso cooperador – “e cooperava com eles, O Senhor” -, nos diz as Escrituras.
Deus sempre estará ao nosso lado como esteve ao lado de Paulo:
Sendo: Salmos 146:7-9. O que faz justiça aos oprimidos, o que dá pão aos famintos. O SENHOR solta os encarcerados.
O SENHOR guarda os estrangeiros; sustém o órfão e a viúva, mas transtorna o caminho dos ímpios.
Coteje esta leitura, com o texto da lição - 16 Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.17 Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.
O Abandono cria necessidades:
De pessoas e de coisas materiais e espirituais [a capa; os livros; os pergaminhos – referindo-se aos Escritos Bíblicos]].
De tempo preenchido pelas ausências.
Presença dos que conheceu e conviveram conosco;
-De coisas que possam preencher nosso tempo;
-De apoio e a falta da amizade
13   Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.
Parece-me ver [embora saibamos, que Paulo está atento a chegado do inverno, na Europa], ver Paulo buscar na sua capa, coisa um dos poucos bens, junto com seus pergaminhos, o abrigo pela falta de alguém para estar junto dele;
14   Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras.
15   Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.
16   Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.
Compreendendo com ajuda das Escrituras:
Outros personagens bíblicos nos ensinam, a não abandonar certos grupos e tipos de abandonados sociais, coisa muito usual, até mesmo no seio da Igreja:
Jó 31:21. Se eu levantei a minha mão contra o órfão, porquanto na porta via a minha ajuda,
Ezequiel 22:7. Ao pai e à mãe desprezaram em ti; para com o estrangeiro usaram de opressão no meio de ti; ao órfão e à viúva oprimiram em ti.
-o que se lembra dos humildes, abandonados pela sociedade no meio de suas necessidades;
Ele quer ser o marido da viúva;contextualizando o texto, de forma conteporanea: Isaías 54:4-5. Não temas, porque não serás envergonhada; e não te envergonhes, porque não serás humilhada; antes te esquecerás da vergonha da tua mocidade, e não te lembrarás mais do opróbrio da tua viuvez. Porque o teu Criador é o teu marido; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra.
- O auxílio do órfão;
Salmos 94:6;22. Matam a viúva e o estrangeiro, e ao órfão tiram a vida. Mas o SENHOR é a minha defesa; e o meu Deus é a rocha do meu refúgio.
- do Pobre e do necessitado, em suas dores;
Salmos 10:18-14. Para fazer justiça ao órfão e ao oprimido, a fim de que o homem da terra não prossiga mais em usar da violência.
Levanta-te, SENHOR. Ó Deus, levanta a tua mão; não te esqueças dos humildes.
Tu o viste, porque atentas para o trabalho e enfado, para o retribuir com tuas mãos; a ti o pobre se encomenda; tu és o auxílio do órfão.
-O pai amoroso do órfão
-O irmão do estrangeiro em terra estranha (Igreja, Cristo e o Espírito Santo, por Deus – O Eterno)
-O marido da solteira sem noivo –
-O irmão mais chegado do sem irmãos.
ETIMOLOGIA
- Inferência Junto ao Texto das Escrituras:
A palavra grega “aphiemi”, traduzida como “abandonar” neste texto bíblico, tem um significado bem abrangente. 
A Concordância de Strong define esta palavra assim:
-enviar para outro lugar; mandar ir embora ou partir; de um marido que divorcia sua esposa; enviar, deixar, expelir; deixar ir, abandonar, não interferir;
-negligenciar; deixar ir, deixar de lado uma dívida; desistir; não guardar mais;
-partir; deixar alguém a fim de ir para outro lugar; desertar sem razão; partir deixando algo para trás; deixar destituído.
As expressões acima refletem não apenas uma perda que possa ser denominada como acidental, mas um ato relapso de abandono, de descaso. 
O Senhor Jesus também não está protestando àquela Igreja por não o amarem mais. 
Não se tratava de ausência completa de amor, ainda havia amor. 
Porém, era um nível de amor que já não era mais intenso, não era o amor total que temos o dever de lhe oferecer. .
Abençoar - “conceder o bem”.
Deus é a Fonte de todas as Bençãos!
Grego- O termo eulogeo significa “fazer prosperar”, “tornar feliz”, “conceder bênçãos”. Deus enviou Jesus para nos abençoar com a salvação (At. 3:26), com as bênçãos de Abraão e com todas as bênçãos espirituais em Cristo (Ef. 1:3).
-Termo abandonar:
Ato de abandonar;
Desamparo total;
Renúncia;
Desprezo;
Desleixo.
a.ban.do.nar
Deixar ao abandono;
Renunciar, largar, abrir mão, desistir;
Sair de algum lugar;
Não continuar uma atividade;
-Sinônimos
Ceder;
Deixar;
Desamparar;
Descuidar.
Dano:
O abandono traz danos, muitas das vezes irreparáveis na vida do abandonado.
Senão veja os adolescentes abandonados por pais, pela sociedade, pelos governos, pela Igreja.
As mulheres abandonadas pelos seus maridos, juntamente com seus filhos;
Até as nossas propriedades, se são abandonadas sofrem a ação de uma lei, que o abandono faz agir, num ação inexorável trazida pela situação de bandono.
Telhas se quebram, pintura se escurece, portas se racham,pela falta de cuidado.
Imaginemos então, a falta de nossos cuidados, ao nosso templo espiritual.
À nossa vida cristã;
Imagine se Deus deixa-se, ou desiti-se de nós?
Porém, Ele é Fiel, não pode negar-se a si Mesmo.
À nossa comunhão com Cristo [pior abandono para o homem - deixar Cristo]
O Latim damnus significava “dano, perda“; daí veio damnare, “prejudicar, causar dano”. O seu sentido acabou passando a “julgar”, tanto no sentido jurídico quanto no teológico. O nosso verbo condenar descende deste. Dizer que alguém estava damned significava que esta pessoa estava com a alma condenada, perdida.
(נזיקין, "Danos")-Nezikin – hb. ("Danos"; Prejuízos), ocupa-se da lei civil e criminal, o funcionamento dos tribunais e juramentos (10 tratados). Escribas, Doutores da Lei e Fariseus – Saduceus e Fariseus - Orlando Fedeli
Latim
Abandonar -
Traduções em latim: Desistir do comando de, render-se.
Animus abandonandi
Significado: Dir Intenção de abandonar.
Fonte:
Bíblia de estudos: Batalha Espiritual Vitória Financeira.
Projeto salvação
Origem da Palavra
Tradução e definição "abandonar", dicionário português-latim on-line;
Apontamentos do autor;
Bíblia Dake - CPAD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...