segunda-feira, 18 de julho de 2011

Gostar do próprio corpo ajuda a emagrecer, diz pesquisa

Em geral, as pesquisas afirmam que emagrecer aumenta a autoestima. Mas será que ter uma autoestima melhor ajuda a emagrecer? Parece que sim, segundo um estudo publicado nesta segunda-feira (18) no International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity, publicação especializada em estudos sobre nutrição e prática de exercícios.
Pesquisadores da Universidade Técnica de Lisboa reuniram um grupo de 239 mulheres acima do peso e obesas, com idade média de 37 anos, para verificar se ter uma imagem melhor do próprio corpo – antes da dieta – poderia influenciar na perda de peso.
As voluntárias dividiram-se em dois grupos e fizeram um ano de tratamento para emagrecer. Num grupo, as mulheres recebiam informações sobre como comer adequadamente, controlar o estresse e sobre a importância de cuidar de si próprias. No outro, as voluntárias recebiam orientações semelhantes, mas também participavam de sessões em grupo para falar de imagem corporal.
Leia trecho da reportagem de capa de ÉPOCA sobre emagrecer sem remédiosLeia trecho da reportagem de capa de ÉPOCA sobre emagrecer sem remédios

Os pesquisadores notaram que as mulheres do segundo grupo conseguiam ver o próprio corpo de uma maneira mais positiva e se preocupavam menos com suas formas e tamanho. Também conseguiam controlar melhor o que comiam e perderam muito mais peso. As integrantes do primeiro grupo perderam, em média, menos de 2% de seu peso inicial durante o tratamento. No segundo grupo, a perda foi de 7%.
Num mundo que prega a perfeição, é fácil entender por que pessoas obesas e acima do peso têm dificuldades em gostar do próprio corpo. O problema é que não gostar do próprio corpo diminui as chances de emagrecer e aumenta as chances de voltar a engordar. É uma espécie de ciclo vicioso: a pessoa não consegue emagrecer porque não gosta do próprio corpo e não gosta do próprio corpo porque não consegue emagrecer.
Mas há saída, argumentam os pesquisadores: é preciso lidar com a imagem corporal das mulheres, além de dar a elas informações sobre alimentação e exercícios. Se tudo correr bem, pode haver um ciclo virtuoso:  a pessoa gosta do próprio corpo e por isso emagrece e, ao emagrecer, passa a gostar mais do próprio corpo, e por aí vai.
Não sei se aconteceu o mesmo com vocês, mas minha experiência pessoal com dietas me diz que os pesquisadores têm razão: tive mais sucesso para emagrecer depois de lidar com as questões da autoestima. Precisamos gostar mais de nós mesmas para emagrecer – e não achar que, ao 
emagrecer, e só ao emagrecer, vamos gostar mais de nós mesmas. O que vocês acham?
fonte revistaepoca 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...