sexta-feira, 22 de julho de 2011

Mais que beleza, cintura fina é questão de saúde

A Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS) de 2008, do Ministério da Saúde, mostra que o excesso de peso e a obesidade cresceram entre as mulheres: 43% delas estão acima do peso e 16% são consideradas obesas. Ainda de acordo com a pesquisa, 52,3% das mulheres têm 80 centímetros ou mais de cintura. 

O endocrinologista Francisco Marquezine chama a atenção para o principal problema da obesidade, que são os riscos cardiovasculares, com doenças como diabetes, hipertensão e colesterol. Nesta entrevista, ele dá as dicas para ter uma boa saúde e aponta o estresse e o sedentarismo como ''vilões da história''. 

Ao que o senhor credita o aumento da obesidade feminina? 

São muitos fatores. O mais importante é a entrada da mulher no mercado de trabalho. Aumentou a ansiedade, a correria. A mulher passou a ter uma vida mais sedentária, menos tempo para atividade física e começou a acumular função, já que continua trabalhando em casa. 

Na guerra contra a obesidade, as mulheres estão perdendo se comparadas aos homens? 

Nesse período sim. Mas o mundo inteiro está engordando e estão aumentando as comorbidades, que são a hipertensão, a diabetes. E não é só aqui, todos os países estão engordando. Os pobres e os ricos. 

Qual a diferença entre excesso de peso e obesidade? 

Isso é medido em índice de massa corpórea, em que é dividido o peso pelo quadrado da altura. O normal é de 18 a 25 e vale para quase todas as pessoas. Às vezes vai falsear em pessoas muito magras, sem músculos ou as pessoas com excesso de massa muscular. Quando está em 25 e 30, chamamos de sobrepeso e acima de 30 é obesidade. 

Em termos de saúde, qual a diferença? 

O risco de doenças cardiológicas aumenta muito. No início do sobrepeso, quando se tem 26, os números não mostram muita diferença, mas quando vai para 27, 30 e a obesidade mórbida (acima de 40), os números pioram. São os grandes obesos, que desenvolvem maior risco de hipertensão, diabetes, infarto, problema vascular, problemas de coluna. É um quadro muito sério, de onde surgiram as cirurgias de redução de estômago.


Reprodução 

Hoje, a fita métrica ganhou tanto ou mais importância que a balança na avaliação da gordura


O teste da medida da cintura, é válido? 

A célula de gordura, chamada adipósito, não é só um depósito de gordura como se pensava, é uma célula viva, ativa, que secreta substâncias. Essas substâncias têm ação geralmente maléficas para o organismo. Elas aumentam a pressão arterial, diminuem a sensibilidade à insulina, aumentando o risco de diabetes. Se aumenta o colesterol ruim, diminui o colesterol bom, e tende a aumentar o triglicérides. Hoje, a fita métrica ganhou tanto ou mais importância que a balança na avaliação da gordura. A balança pesa tudo, a fita mede a gordura visceral. Existe um padrão que nas mulheres brasileiras seria abaixo de 80 centímetros no padrão mais rígido e abaixo de 88 no padrão mais conservador. Uma pesquisa já mostrou que se tem um grande percentual de mulheres acima de 80, em torno de 30%. 

É normal as mulheres terem um aumento de peso depois de uma certa faixa etária? 

Não existe uma verdade científica, uma obrigatoriedade. O que podemos considerar é que as pessoas poderiam aumentar um quilo a cada década. No emagrecimento é igual ao ganho de peso, funciona por escadinha. É um processo lento. Para ser duradouro, precisamos acostumar com aquilo, precisa mudar hábitos, precisa condicionar essas mudanças. 

É exagero só consumir produtos diet e light? 

Eu acho esses produtos muito bons, porque diminui a quantidade de calorias. Essenegócio que adoçante faz mal sempre surge. Até hoje não vi nada comprovado que isso exista. Se você puder comer sem açúcar, melhor. Se puder tirar a gordura e usar tudo desnatado, melhor. Isso faz parte da vida moderna. 

Os corticóides engordam mesmo? 

Esse remédio aumenta o apetite e também retém líquido. Esse nem é o problema, porque o líquido sai quando acabar o efeito da droga. Existem outras substâncias que dão fome. A pílula anticoncepcional por exemplo, a progesterona em algumas pessoas, aumenta o apetite. 

Como se ataca a gordura visceral? 

Ela é a primeira que sai no emagrecimento. Então, quando você começa a emagrecer, já passa a diminuir o seu risco coronário. Atividade física é a coisa mais importante para a manutenção da saúde e não é levada à sério como deveria. Serve de prevenção das doenças cardiovasculares, como diabetes, hipertensão, colesterol. 

Quais os exercícios mais indicados? 

O que você gostar de fazer, que faz com prazer, porque isso vai durar. Se você odeia academia não adianta. Vai dançar, vai nadar. Mas é importante que faça.

MULHER - BOA FORMA, bonde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...