sábado, 29 de outubro de 2011

A Conspiração dos Inimigos contra Neemias. Lição 05 – CPAD - 10-2011.



A Conspiração dos Inimigos contra Neemias.
Lição 05 – CPAD                                                                                    Autor:Osvarela
Texto Áureo:Neemias 6.3b. Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer. Por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?
Leitura Bíblica em Classe
Neemias 6.1-9;:


Quando Sambalate, Tobias e Gesem, o arábio, e o resto dos nossos inimigos souberam que eu já tinha edificado o muro e que nele já não havia brecha alguma, ainda que até este tempo não tinha posto as portas nos portais,
Sambalate e Gesem mandaram dizer-me: Vem, encontremo-nos numa das aldeias da planície de Ono. Eles, porém, intentavam fazer-me mal.
E enviei-lhes mensageiros a dizer: Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer. Por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?
Do mesmo modo mandaram dizer-se quatro vezes; e do mesmo modo lhes respondi.
Então Sambalate, ainda pela quinta vez, me enviou o seu moço com uma carta aberta na mão,
...na qual estava escrito: Entre as nações se ouviu, e Gesem o diz, que tu e os judeus intentais revoltar-vos, e por isso tu estás edificando o muro, e segundo se diz, queres fazer-te rei deles;
...e que constituíste profetas para proclamarem a respeito de ti em Jerusalém: Há rei em Judá. Ora, estas coisas chegarão aos ouvidos do rei; vem pois, agora e consultemos juntamente.
Então mandei dizer-lhe: De tudo o que dizes, coisa nenhuma sucedeu, mas tu mesmo o inventas.
Pois todos eles nos procuravam atemorizar, dizendo: As suas mãos hão de largar a obra, e não se efetuará. Mas agora, ó Deus, fortalece as minhas mãos.
Versículo à consultar:
6.11. Um homem como eu fugiria?
Pensamentos a destacar:
Jamais deixe de fazer a obra de Deus, para atender um pedido dos que querem impedir-te de realizá-la.
Deus não tem compromisso com os que se deixam enfraquecer na hora das dificuldades e perdem o discernimento do que está por trás de um convite.
Não há tempo para dispensar com conversas se há muito que realizar para Deus.
Exórdio:
Lendo-se o contexto imediato do texto proposto como Leitura Bíblica em Classe se pode entender a importância do discernir na vida do que trabalha na obra de deus.
6. 12 E percebi que não era Deus que o enviara;
Sem discernir Neemias seria um homem morto;
Vontade dos seus inimigos e do nosso atual Inimigo – Satanás: destruir os que realizam a grande Obra de soerguer os Muros de Proteção da Igreja.
A reunião além de afastar a liderança principal – Neemias – da obra, o levaria a um lugar cuja distancia é de 30 km, onde estava o foco da sua atuação como restaurador.
Vale [ou planície] de Ono.
Era parte do vale de Saron, cerca de 20 milhas a Nordeste de Jerusalém.
Este território era considerado neutro.
Lugar descampado onde ao chegar e reunir-se com seus inimigos, aliás inimigos da restauração da Cidade de Deus, ele estaria:
Em campo aberto;
Juntando-se aos seus inimigos;
Descumprindo a ordem do Rei – restaurar Jerusalém;
Dando ouvidos a convites dos que dizem paz, quando não há paz.
Cedendo a tentação de ouvir os que os inimigos pretendiam: e estes não procuravam ajudar a restauração, mas retardar a restauração.
Quem estava no cume do Monte não poderia descer para o vale onde certamente seria alvo do ataque dos seus inimigos.
Inimigo não desiste:
4 Do mesmo modo mandaram dizer-se quatro vezes; e do mesmo modo lhes respondi.
5 Então Sambalate, ainda pela quinta vez, me enviou o seu moço com uma carta aberta na mão,
Aprenda com Neemias que a obra de restauração da Igreja, da nossa vida, a reforma das portas queimadas, o tapar as brechas [dissensões], sepre vai sofrer ataques insitentes do inimigo.
Neemias recebe cinco convites do comando dos anti-reformadores:
Sambalate
Tobias
Gesém
Quando há resistência de nossa parte o inimigo percebe e muda a tática.
Mas a finalidade é a mesma:
Tirar-nos da Obra
Tirar o foco
Perturbar a mente de quem precisa pensar o que vai realizar
A última tentativa do Inimigo:
1 Quando Sambalate, Tobias e Gesem, o arábio, e o resto dos nossos inimigos souberam que eu já tinha edificado o muro e que nele já não havia brecha alguma, ainda que até este tempo não tinha posto as portas nos portais...
Era a última hora para impedir que a Obra se completasse.
Restaurados os Muros e fechadas as brechas.
Se não impedirmos este Neemias agora ele vai assentar as Portas e a cidade estará fortalecida.
Queridos! É nesta hora em que já estamos para assentar as Portas, que ainda podem entrar em nossa cidade os inimigos.
A multidão dos Inimigos:
Neemias na narrativa destaca, que há três declarados inimigos - Sambalate, Tobias e Gesem, o arábio
Mas, Restaurados os Muros, assentados os Portais, é hora de colocar as Portas.
É quando há, duas diferentes sensações:
Cansaço – disto queriam se aproveitar os inimigos;
Alegria – disto se utilizou Neemias, a Obra: ...a Cidade ‘de meus pais’ está sendo Restaurada.
Síndrome de Sambalate:
1.10. O que ouvindo Sambalate, o horonita, e Tobias, o servo amonita, ficaram extremamente agastados de que alguém viesse a procurar o bem dos filhos de Israel.
Quanto mais a Obra avança mais se forma o exército dos inimigos e detratores da Obra de Deus.
Não desista, continue!
Lembre dos versículos do início desta jornada Neeminiana.
1.3,4. ...também está derribado o muro de Jerusalém, e as suas portas queimadas a fogo. Tendo eu ouvido estas palavras, sentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e continuei a jejuar e orar perante o Deus do céu,
A obra avançou, mas os inimigos só aumentaram.
4.7 Mas, ouvindo Sambalate e Tobias, e os arábios, o amonitas e os asdoditas, que ia avante a reparação dos muros de Jerusalém e que já as brechas se começavam a fechar, iraram-se sobremodo;8 e coligaram-se todos, para virem guerrear contra Jerusalém e fazer confusão ali.
Deus peleja por nós, mas requer que estejamos em guarda dia e noite!
É o que nós devemos esperar.
Quando a igreja está vazia eles vem nos desanimar dizendo:’esta igreja não cresce!”
Quando vêem a igreja cheia, as Restauração terminando, aparecem os corvos de olho, para se aproveitar do teu cansaço:
“já está bom demais, dá uma parada para o fôlego, vamos conversar um pouquinho enquanto você descansa!”
...graças à mão benéfica do meu Deus sobre mim.
Não desanime, e o resto dos nossos inimigos.
Declarar abertamente a todos, que o restaurador está com ‘medo’!
Este foi o significado da quinta carta, a carta aberta.
Intimidação;
A vida de Neemias estava em risco: 4. 11 E os nossos inimigos disseram: Nada saberão nem verão, até que entremos no meio deles, e os matemos, e façamos cessar a obra.
Tentativa de envergonhar;
Mostrar aos comandados do restaurador, que ele não tinha coragem de reunir-se, nem para uma conversa em campo ‘neutro’
Uma Carta aberta significa que todos podem ler o seu conteúdo.
A intenção era impor um rito de descrédito a Neemias, sabendo todos que ele se negava a ter uma conversa, apenas uma conversinha, com seus inimigos.
Esta é a forma do inimigo tentar desestabilizar, nós que fazemos a Obra de Deus.
Se você não tem medo venha aqui onde eu estou, deixe de ser medroso ou antiquado, porque não pode se reunir conosco, só queremos conversar.
Fala da tentativa de contemporizar e mostrar, caso Neemias fosse ter com eles, a possibilidade de aliança com estes que são contra;
A perspectiva de deixar os homens que confiaram em Neemias como lider da restauração, que em avançando, mostrava que “O Deus dos Céus  os fazia prosperar”;
Se agora ele se reúne com os inimigos mostraria frouxidão, a ser interpretada como:
Os ‘Samabaltes’ são mesmo poderosos, impingiram suas condições, e conseguiram tirar da Obra o nosso Líder.
“vejam até Neemias sabe que eles são poderosos”;
Ap.2. 14 ...entretanto, algumas coisas tenho contra ti; porque tens aí os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, introduzindo-os a comerem das coisas sacrificadas a ídolos e a se prostituírem.
Suborno não convence que é Reformador:
2 Pe.2.15 os quais, deixando o caminho direito, desviaram-se, tendo seguido o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça...
Ou: “ Neemias é mais um apenas, ele vai se vender aos inimigos da Restauração, que ia tão bem!”
Discernimento sob pressão é natural ao que se dispõe a ser Líder na Obra para a qual foi Chamado:
12 E percebi que não era Deus que o enviara;
O HOMEM DE Deus compreende mesmo sob pressão o que está sendo urdido por Satanás:
Para impedi-lo de realizar a Obra de Deus.
O seu compromisso com o Rei
1.8-10 de que me dê madeira para as vigas das portas ..., e para o muro da cidade, e para a casa que eu houver de ocupar. .. graças à mão benéfica do meu Deus sobre mim.Então fui ter com os governadores d’além do Rio, e lhes entreguei as cartas do rei.
O seu compromisso com os de sua gente.
A manutenção da confiança dos seus comandados.
14 Olhei, levantei-me, e disse aos nobres, aos magistrados e ao resto do povo: Não os temais! Lembrai-vos do Senhor, grande e temível, e pelejai por vossos irmãos, vossos filhos, vossas filhas, vossas mulheres e vossas casas.
O seu compromisso com seus antepassados;
Cinco Cartas e Dez Avisos:
Mas, o Restaurador não desiste:
Só ouve e aceita a voz de Deus!
Sl.62.11 Uma vez falou Deus, duas vezes tenho ouvido isto: que o poder pertence a Deus.
4.12. Mas sucedeu que, vindo os judeus que habitavam entre eles, dez vezes nos disseram: De todos os lugares de onde moram subirão contra nós.
A Conspiração está ao teu Lado, no meio dos que também realizam a Obra:
A descrição da situação de Neemias, neste momento é um tipo do que acontece, com os que denodadamente realizam a Obra de Deus e se lançam a ela com certeza, que a cumprirão.
Ne.6.17-19 Além disso, naqueles dias o nobres de Judá enviaram muitas cartas a Tobias, e as cartas de Tobias vinham para eles.
18 Pois muitos em Judá estavam ligados a ele por juramento, por ser ele genro de Secanias, filho de Ará, e por haver seu filho Joanã casado com a filha de Mesulão, filho de Berequias.
19 Também as boas ações dele contavam perante mim, e as minhas palavras transmitiam a ele. Tobias, pois, escrevia cartas para me atemorizar.
Ele conta com todos que se dispõe a trabalhar.
Mas o Restaurador não tem medo destes dobres de coração e de lábios.
Tem a certeza de que Deos prosperará a sua obra restaurador.
Não faz acepção, pois conta com a Mão de Deus: 2.20. O Deus do céu é que nos fará prosperar;
2. 18 Então lhes declarei como a mão do meu Deus me fora favorável, e bem assim as palavras que o rei me tinha dito. Eles disseram: Levantemo-nos, e edifiquemos. E fortaleceram as mãos para a boa obra.
Ele não olha absolutamente a posição ou qualquer tipo de relacionamento destes ‘obreiros’.
Muitos trabalham ao seu lado, mas trocam ‘cartas’ com os Tobias.
Tobias é o tipo daquele que vai criando raízes no seio da Obra.
Sua posição é garantida pelo compadrio direto ou indireto com os que se chamam sacerdotes, obreiros em todos os níveis.
A sua posição é fortalecida por informações diretamente vindas do centro de trabalho.
Alia-se por laços familiares, para manter-se sempre bem relacionado, seja qual for o governador enviado.
Será que você e eu, já passamos por situação símile?
É o pior inimigo.
Mantém uma corrente de porta-vozes junto ao Restaurador, que tem o único objetivo de informar a quem Restaura que ‘Tobias’, é homem de ‘obras boas’, é um bom homem.
Tudo com a finalidade de fechar a visão do Restaurador e deixar um relacionamento como uma porta de contato, aliançável.
Ele tem muitos, em suas mãos:
- ligados a ele por juramento;
- por ser ele genro de...
- por haver seu filho Joanã casado com a filha de Mesulão
- a filha de Mesulão [um sacerdote ou uma família de sacerdotes que selaram a aliança com Neemias], filho de Berequias [um dos líderes de Neemias que auxiliou na reconstrução dos muros de Jerusalém]...
Esta é a corrente mais difícil de quebrar e ter visão e discernimento do Restaurador.
“e assim os inimigos do homem serão os da sua própria casa”.
3.29. ... e depois dele Semaías, filho de Secanias [nobre da família de Ara-Ed.2.5], guarda da porta oriental. Força militar;
Qual fora a posição da nobreza?
Não generalizando, mas como importante forma de agir, em muitos momentos.
Sem acepção, pois há em nosso meio, muito nobres, poucos, mas que se lançam com ardor na Obra, na cooperação.
3. 5 ao lado destes repararam os tecoítas; porém os seus nobres não meteram o pescoço nos serviços do Senhor.
1 Tm.6. 17 ...manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos;
Continua com Segunda Parte...
Fonte:
Os muros de Jerusalém são terminados  - R David Jones;
Champlin
Apontamentos do autor
Lição CPAD


Final - Segunda Parte...
Autor: Osvarela
A Conspiração dos Inimigos contra Neemias. Lição 05 – CPAD
Conspiração –
Συνωμοσία -
syno̱mosía
S.f. Ação concertada contra o Estado [Israel]: tramar uma conspiração. Entendimento secreto dirigido contra alguém [Neemias]; conluio, maquinação, trama.

Subst. fem. conspiração (conspirações [kõʃpirɐ'sõjʃ] pl) [kõʃpirɐ'sɐ̃w] plano secreto contra algo ou alguém...
Etimologicamente, conspirar significa respirar juntos, ou, ainda, conjugar os espíritos.
6.2. Sambalate e Gesem mandaram dizer-me: Vem, encontremo-nos numa das aldeias da planície de Ono. Eles, porém, intentavam fazer-me mal.
E enviei-lhes mensageiros a dizer: Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer. Por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?
...na qual estava escrito: Entre as nações se ouviu, e Gesem o diz, que tu e os judeus intentais revoltar-vos, e por isso tu estás edificando o muro, e segundo se diz, queres fazer-te rei deles;
...e que constituíste profetas para proclamarem a respeito de ti em Jerusalém: Há rei em Judá. Ora, estas coisas chegarão aos ouvidos do rei; vem pois, agora e consultemos juntamente.
Então mandei dizer-lhe: De tudo o que dizes, coisa nenhuma sucedeu, mas tu mesmo o inventas.
Pois todos eles nos procuravam atemorizar, dizendo: As suas mãos hão de largar a obra, e não se efetuará. Mas agora, ó Deus, fortalece as minhas mãos.
Trabalhando em Meio a Crise.
Um Restaurador Sob Pressão:
Pois todos eles nos procuravam atemorizar
Neemias chegara a Jerusalém em meio a crise estabelecida:
Moral
Econômica
Social
Como pano de fundo para tudo de maneira tipificadora, toda à Cidade está em ruínas.
Muito embora, saibamos que o templo está edificado, a cidade estava sem muros e suas portas, além do fato das mesmas estarem queimadas, como ressaltam as Escrituras:
Ne. 1.3... Os restantes que ficaram do cativeiro, lá na província estão em grande aflição e opróbrio; também está derribado o muro de Jerusalém, e as suas portas queimadas a fogo.
Enfrentando a Crise ele declara sob a mesma ótica de quem consultara: ao Deus do Céu, antes de propor sua ida a Jerusalém, lá em Susã.
As suas mãos hão de largar a obra, e não se efetuará. Mas agora, ó Deus, fortalece as minhas mãos”.
Sabedoria em Neemias:
Crise se vence sob a ótica do envio confirmado por Deus:
2.6-8. Então o rei, estando a rainha assentada junto a ele, me disse: Quanto durará a tua viagem, e quando voltarás? E aprouve ao rei enviar-me, apontando-lhe eu certo prazo.
Eu disse ainda ao rei: Se for do agrado do rei, dêem-se-me cartas para os governadores d’além do Rio, para que me permitam passar até que eu chegue a Judá;como também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, a fim de que me dê madeira para as vigas das portas do castelo que pertence à casa, e para o muro da cidade, e para a casa que eu houver de ocupar. E o rei mas deu, graças à mão benéfica do meu Deus sobre mim.
Neemias havia condicionado seu sucesso para a crise estabelecida em Jerusalém a um único personagem com capacidade de ajudá-lo.
Porém, ele se mostra humilde
Um homem que entende está sob ordem de autoridade humana – há muita gente querendo ser reformador, sem a autorização de sua liderança.
Passa a ser então um insubmisso
Na hora da crise não tem a quem recorrer.
Como assim?
E o rei mas deu, graças à mão benéfica do meu Deus sobre mim.
Neemias poderia utilizar-se de duas potencias a quem consultara e de quem obtivera autorização:
Deus
E as cartas e Ordem do Rei Artaxerxes
Porém sendo um gerente natural de crises ele sequer alude as cartas, entendendo que a Crise e ataques está sendo instalada na área espiritual.
Ou seja, Neemias reconhece, em seu intimo, que os inimigos não são contra a obra por ele dirigida, mas está no nível espiritual.
Podemos entender isto no convite de Tobias e nas palavras de Sambalate:
...e que constituíste profetas para proclamarem a respeito de ti em Jerusalém: Há rei em Judá.
Discernindo o fundo espiritual da Crise:
6. 13,14. mas ele pronunciou essa profecia contra mim, porquanto Tobias e Sambalate o haviam subornado.
Eles o subornaram para me atemorizar, a fim de que eu assim fizesse, e pecasse, para que tivessem de que me infamar, e assim vituperassem. Lembra-te, meu Deus, de Tobias e de Sambalate, conforme estas suas obras, e também da profetisa Noadias, e dos demais profetas que procuravam atemorizar-me.
Mais uma vez Neemias se destaca como líder preparado e com discernimento da conspiração.
Crise e conspiração andam juntas.
Davi e Absalão
Samuel e os filhos de Eli
2-3. Quando Ezequias viu que Senaqueribe tinha vindo com o propósito de guerrear contra Jerusalém, teve conselho com os seus príncipes e os seus poderosos, para que se tapassem as fontes das águas que havia fora da cidade; e eles o ajudaram.
Rei Ezequias e o recado de Rabsaqué de Senaqueribe.
Crise necessita do anteparo dos Muros.
Precisamos restaurar os muros;
Necessitamos de erigir muros
Solicitamos que nos a ajudem a reerguer muros queimados à fogo
Crise e muro necessitam de um homem que saiba restaurar:
Ânimos
Valores morais
Valores espirituais
Discernir a ação do inimigo em cada palavra ou movimento
Crise pode fazer te enclausurar no próprio Templo, erguido para adorar à Deus.
Mas, na crise a cama do traidor é feita em uma câmara no próprio Templo, de onde partem os ataques.
É nesta hora que se deve atentar para a crise como espiritual e envolvendo o nome de Deus.
Querem nos enclausurar no templo para que a Obra de edificação pare:
Sabedoria:
Alguns querem usar o próprio local de culto como local de atemorização do Restaurador.
Procuram entre as paredes do local de culto enclausurar homens que estão fazendo ‘uma grande Obra’;
Neemias entendeu que para defender-se havia a própria presença de Deus com Ele e confiado nisto discerniu que o templo era local de adoração e não esconderijo de covardes. Antes seria fulminado pela presença de Deus por ter abandonado a Obra: 6.11 Eu, porém, respondi: Um homem como eu fugiria? E quem há que, sendo tal como eu, possa entrar no templo e viver? De maneira nenhuma entrarei.
Muitos tem se usado o local de culto como esconderijo de seus problemas e saindo dele se sentem vazios e sem direção.
Ed.8. 28. E disse-lhes: Vós sois santos ao Senhor, e santos são estes vasos;
Vós sois o Templo.
1 Co.3.16. Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?
Esta era a visão
Esta é a visão da Graça em meio ao tempo da antiga Lei, Neemias a encontra sabendo que até mesmo a Arca havia sido levada, quando homens sem zelo e cuidado e sem direção perderam a Glória e nasceu o Icabô!
9,10. Pois todos eles nos procuravam atemorizar, dizendo: As suas mãos hão de largar a obra, e não se efetuará. Mas agora, ó Deus, fortalece as minhas mãos. Ajuntemo-nos na casa de Deus, dentro do templo, e fechemos as suas portas..
O templo é local de adoração;
Não é lugar de covardes
Mas, para estar cheio precisa de gente que trabalha nos muros e daqueles que se agregam através da Cidade restaurada, ou de vidas restauradas.
Qual é a nossa visão do Templo?
Fortificando-se os muros o povo descansa nas palavras do gerenciador da crise:
Orando ao Deus dos Céus.
Nas palavras do gerente da crise confiado em Deus.
2 Cr.32.5 Ezequias, cobrando ânimo, edificou todo o muro que estava demolido, levantando torres sobre ele, fez outro muro por fora, fortificou a Milo na cidade de Davi, e fez armas e escudos em abundância.
7,8;20 Sede corajosos, e tende bom ânimo; não temais, nem vos espanteis, por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda a multidão que está com ele, pois há conosco um maior do que o que está com ele. Com ele está um braço de carne, mas conosco o Senhor nosso Deus, para nos ajudar e para guerrear por nós. E o povo descansou nas palavras de Ezequias, rei de Judá. Mas o rei Ezequias e o profeta Isaías, filho de Amoz, oraram por causa disso, e clamaram ao céu.
Em meio a Crise:
Aprenda que a obra não para
A edificação das portas continua
O ápice da Crise e no final da Obra
Final da Obra é apenas uma etapa, pois agora a Cidade está fortalecida, e os inimigos não têm mais parte com a Cidade de Deus.
A Crise gerenciada coloca os inimigos em seu devido lugar.
Aprendemos:
Em meio à crise, com as respostas e a ação assertiva do homem certo escolhido por Deus, o constrangimento é desfeito os ‘operários’, isto é os obreiros dos muros, não se intimidam e usam armas e ferramentas na edificação;
Um dá cobertura e defesa ao outro no muro;
Há regulação das turmas de obreiros;
Cada qual sabe o seu turno;
Cada família o seu trecho.
Entenda:
Não houve crise entre os que trabalhavam;
Não houve peleja entre os que estavam envolvidos na Obra
Não há disputa por parte do muro
Todos eram, tal qual, um só homem
Todos queriam estar na Obra de tal forma que aceleraram a obra em meio a Crise que houve um espanto dos inimigos com a velocidade com que se encerrou a Obra.
Gerenciada sob a Crise a Obra não para, mas avança, sob uma liderança eficaz e sob a égide do que a ordenou: O rei e Benção do Altíssimo, o primeiro a ser consultado.
Ne.6.15,16. Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco do mês de elul, em cinqüenta e dois dias. Quando todos os nossos inimigos souberam disso, todos os povos que havia em redor de nós temeram, e abateram-se muito em seu próprio conceito; pois perceberam que fizemos esta obra com o auxílio do nosso Deus. 
Conclusão:
Em tempos de Conspiração não se esqueça de sua Oração para esta no meio da Crise;
Não se esqueça do compromisso assumido diante do Rei
Não se esqueça que você edeixou Susã, a tua fortaleza para realizar uma Grande Obra
Não se esqueça que O Deus do Céu te fará prosperar
Saiba que Sambalate, Tobias e Gesém já estão no local da crise esperando e respirando ameaças apara quem chegar se sentir intimidade: nós, porém não somos daqueles, que voltam para trás.
Quem lança a mão ao arado e olha para trás não é digno
As portas precisam ser colocadas, para eu a cidade seja fortalecida e as Torres sirvam de lugar de ação dos atalaias.
7. 3 ...e eu lhes disse: Não se abram as portas de Jerusalém até que o sol aqueça; e enquanto os guardas estiverem nos postos se fechem  e se tranquem as portas; e designei dentre os moradores de Jerusalém guardas, cada um por seu turno, e cada um diante da sua casa.
As suas mãos hão de largar a obra, e não se efetuará.
Mas agora, ó Deus, fortalece as minhas mãos.
Fonte:
Os muros de Jerusalém são terminados  - R David Jones;
Champlin
Apontamentos do autor
Lição CPAD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUE DEUS TE ABENÇOE ! JESUS TE AMA E QUER TE LEVAR PARA O CÉU .

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...